Roteiro imperdível pelo País Basco

O País Basco, ou Euskadi, no idioma basco, arranca suspiros e um pedaço do coração de quem o visita! Localizada no norte da Espanha, esta região oferece um mix completo de paisagens exuberantes, cidades modernas, arte, praias e belos centros históricos, além de cultura e história próprias. Vem conhecer a região comigo?

História e Cultura

Ao viajar pelo País Basco, facilmente esquecemos que estamos na Espanha, já que a região tem características singulares, em sua cultura e história. Desde o fim do século XIX, o movimento nacionalista basco cresceu até o surgimento, em 1959, do grupo separatista radical ETA, responsável por diversos episódios violentos. Felizmente, em 2011, o grupo declarou o fim definitivo da sua atividade armada, optando por avanços de forma democrática e diplomática.

Melhor forma de explorar a região

Nós fizemos a viagem completa de carro a partir do Porto, mas quem preferir encurtar um pouco a viagem, pode optar por voar para Bilbao ou San Sebastián. A partir daí, a melhor forma de explorar a região é, sem dúvidas, de carro. Para economizar na tua roadtrip, usa o cupom IABRL15 e garante 15% de desconto no aluguel de carro com a Centauro (válido até fim de 2020 – extras não incluídos)!

Roteiro (de quantos dias quiseres)!

Vamos direto ao assunto: vem aí o roteiro completo com as cidades imperdíveis na tua roadtrip pelo País Basco!

Bilbao
O que fazer em Bilbao

Bilbao oferece todo tipo de atrações: desde o antigo ao moderno. Reserva pelo menos 2 dias na cidade, e não deixa de:

* Visitar o Museu Guggenheim;

* Puppy, o maior e mais adorável filhote de cachorro que já vi, obra do artista norte-americano Jeff Koons;

* Maman, a aranha de 10 metros de altura, criada pela artista Louise Bourgeois em homenagem à sua mãe, por considerar que as aranhas são inteligentes, amigáveis e protetoras (já que nos livram dos mosquitos 😆);

* Perder-se pelo Casco Viejo, passando pelo Teatro Arriaga, diversas igrejas e ruelas fofas;

* Caminhar ao longo do Rio Nervión;

* Comer Pintxos no Mercado Da Ribeira.

Onde ficar em Bilbao

Ficamos hospedados no Cosmov Bilbao Hotel e tivemos uma experiência excelente! Super bem localizado (pertinho do Museu Guggenheim), com quartos muito confortáveis e uma equipe muito simpática, fomos surpreendidos com vários pequenos mimos. Além disso, adorei ver a preocupação do hotel com a sustentabilidade, como mostrei para vocês nos Stories (salvos no Insta). Entrem em contato com o hotel e aproveitem o desconto de 15% com o cupom “ASM” e depois me contem se a experiência de vocês também foi fantástica!

Portugalete

A ponte suspensa Bizkaiko Zubia (em basco) ou Puente de Vizcaya (em espanhol) é tão única que tornou-se uma atração turística e foi apontada pela Unesco como Patrimônio da Humanidade, então vale a pena dirigir 20 minutos de Bilbao para vê-la. O que a torna tão interessante é que, ao invés de ser uma ponte mais alta ou levadiça, há uma plataforma suspensa, que se desloca de um lado a outro, por uma distância de 160m. Desde 1893, esta ponte suspensa transporta pedestres, veículos e carga entre Portugalete e Las Arenas, muito similar às balsas existentes no Brasil, usadas na travessia de rios.

San Juan de Gaztelugatxe

Reza a lenda que quem visita a capela dedicada a São João Batista, localizada neste pequeno ilhéu, e toca o sino três vezes tem o seu desejo realizado. Eu acabei desistindo do meu desejo no meio do caminho, porque a caminhada até lá não é fácil (não recomendo para idosos, crianças ou pessoas com mobilidade reduzida, por a subida é realmente pesada). Para a alegria de quem não quer ir até a capela construída no século X, há um miradouro no meio do caminho, então já conta para ter a vista da costa.

Urdaibai

Urdaibai é uma Reserva Natural da Biosfera, com mais de 220km² protegidos, que serve de abrigo para repouso e hibernação de diversas espécies de aves migratórias. Para os interessados em observação de aves, é possível visitar o Urdaibai Bird Center e aprender também com as pesquisas desenvolvidas sobre as aves, seus habitats e ciclos migratórios. Mais informações disponíveis no site oficial.

Gernika

Visitar Gernika-Luno foi reviver as aulas de arte da escola. Lembro-me de assistir a um filme sobre a vida de Picasso e ter ficado marcada pela obra que leva o nome da cidade, já que representa o caos e a dor após o bombardeamento, em 1937, durante a Guerra Civil Espanhola. Esta pequena cidade merece uma rápida visita, para passear pelo centro histórico, pelo parque Gernikako Arbola e observar a reprodução do famoso mural de Picasso, representado em um dos muros no centro da cidade.

San Sebastián

San Sebastián, ou Donostia, é outra das pérolas do País Basco, que merece uma estadia mais longa, para que se possa curtir tudo que essa doce cidade tem a oferecer: a perfeita união das belezas naturais da costa basca e dos encantos da arquitetura da cidade histórica.

Preciso admitir que saí de lá com uma vontade enorme de visitar novamente no verão, para curtir suas praias, então já fica a dica: aproveitem o verão europeu para curtir ao máximo este roteiro!

O que fazer em San Sebastián

Para conhecer a cidade, nada melhor do que um passeio a pé pela Playa de La Concha e pela Parte Vieja: não deixem de passar pela Basílica de Santa María del Coro, pela Plaza de la Constitución, pela Donostiako Udala (a prefeitura de San Sebastián), e pelos jardins Alderdi Eder e Gipuzkoa Plaza.

Outra bela caminhada em San Sebastián é ao longo do Paseo Nuevo, um calçadão que une as praias de La Concha e Ondarreta, onde poderão ver as esculturas Peine del Viento, do artista basco Eduardo Chillida.

A vista do alto do Monte Igueldo também é outro ponto imperdível em San Sebastián! Não achas?

Onde ficar em San Sebastián

Em San Sebastián, ficamos hospedados no Casual de Las Olas e tivemos uma ótima experiência. Este hotel faz parte de uma rede de hotéis temáticos na Espanha e em Portugal, sendo cada um deles único (este tinha um clima litorâneo: fiquei super curiosa para conhecer outros)! Dá uma olhada nessas fotos!

Pasai Donibane

Este vilarejo de pescadores me arrancou suspiros desde que vi as primeiras fotos não tinha dúvidas de que estaria no roteiro! A principal atração de Pasai Donibane é perambular pelas suas ruelas, então percam-se e encantem-se com essa fofura!

Vitoria-Gasteiz

Optamos por não parar em Vitoria e seguir viagem para outra região da Espanha, mas Gasteiz (como é conhecida em Basco) é outra cidade importante para ser considerada num roteiro, já que é a capital oficial do País Basco. As principais atrações da cidade são o seu centro histórico, com inúmeros prédios medievais, incluindo a muralha da cidade. Vale também visitar a Plaza de la Virgen Blanca, a Catedral de Santa María, a Casa del Cordon, o Parque de la Florida e apreciar a arte urbana.

Laguardia

Laguardia é outra das cidades que representa a diversidade do País Basco, já que é uma cidade medieval, cercada por muralhas e vinhas que dão origem ao famoso vinho de La Rioja. Infelizmente, nossa passagem por Laguardia foi rápida, já que não encontramos vagas de estacionamento, e por isso recomendo que planejem a visita a cidade pela manhã, que deve estar mais tranquila! Para os amantes de vinho, aproveitem para visitar alguma(s) das diversas vinícolas da região!

E então, agora me conta nos comentários o que achaste do roteiro e se já pensaste em conhecer esta bela região!

** Este post contém links para sites afiliados. Ao comprar serviços oferecidos por estes sites, tu não pagarás nenhuma taxa a mais, muitas vezes ganharás descontinhos e ainda estarás ajudando o projeto Amanda Sem Fronteiras a trazer mais e mais dicas pra ti! Este site parceiro não manipula a minha opinião sobre a experiência que relatei neste post ou sobre o serviço oferecido. Recomendo apenas o que uso e confio, para ajudar no planejamento e organização da tua viagem! **

Retrospectiva 2018 e Feliz 2019!

Pra mim, fim de ano é sinônimo de reflexão sobre tudo o que aconteceu e tudo que eu desejo para o novo ano. 2018 foi um ano de muitas mudanças e muitos desafios, em que eu aprendi o verdadeiro significado de resiliência, de continuar em frente, trabalhando para superar dificuldades e abrir as  portas fechadas. Para a minha alegria, pude contar com pessoas muito especiais ao meu lado, que tornaram meu ano muito mais feliz e apoiaram-me em todos os desafios. Além disso, também tive um ano cheio de novos destinos, experiências e aprendizagem! Vem comigo nessa retrospectiva 2018!

Janeiro/2018

Comecei 2018 passando a virada do ano em Berlim. Nunca tive muita vontade de conhecer a Alemanha, mas preciso admitir que Berlim me surpreendeu e só me deixou com vontade de voltar a visitar outras cidades alemãs!

Fevereiro/2018

Fevereiro foi o mês de viajar a trabalho, mas cada segundo livre foi muito bem aproveitado para conhecer um pouco dessas cidades lindas! Meu destino final era Dubai, mas fiz uma escala de aproximadamente 20h em Istambul, o que me deu algum tempo para conhecer os principais pontos da cidade, experimentar muuuuita comida local e me deixar louquinha para voltar à Turquia (especialmente para conhecer a Capadócia)!

Março/2018

Março foi o mês de ir ao Brasil matar aquela saudade da família e dos amigos e, no caminho, fiz uma escala em Madri e curti um pouco da cidade, que já tinha visitado no ano anterior.

Abril/2018

Abril foi o mês de receber a visita de uma amiga de infância e passear com ela por Portugal. Fomos à Lisboa, Cascais, Porto, Espinho, Aveiro, Ovar e outras cidades pequeninas e encantadoras de Portugal.

Maio/2018

Pela primeira vez, viajei sozinha à lazer e foi uma experiência incrível! Parti com o objetivo de me conectar comigo mesma, refletir e repensar algumas decisões importantes. Voltei me sentindo feliz, forte, determinada e com as energias renovadas. Visitei novamente minha amada Barcelona, e aproveitei para conhecer Valência e Andorra, dois lugares que ganharam o meu coração!

Junho/2018

Junho não foi mês de viagens, porque estive ocupadíssima distribuindo risadas e fazendo a festa com os meus amigos! Teve Copa do Mundo, teve Festa de São João e teve Rock in Rio em Lisboa: querem desculpas melhores para reunir os amigos e se divertir muito?

Julho/2018

O verão chegou na Europa, e para onde fomos? Para as lindíssimas praias do sul de Portugal: o Algarve! Fiquei perdidamente apaixonada pelas paisagens e já estou ansiosa pelo próximo verão!

Agosto/2018

No mês que os turistas empilham-se pelas cidades e praias, escapei para o interior e visitei o Parque Nacional Peneda-Gerês, dividido entre Portugal e Espanha. Visitei cascatas lindíssimas e curti muito as belezas naturais da região. Além disso, também fiz uma “viagem no tempo” e fui a uma incrível festa na era medieval, em Santa Maria da Feira, e visitei a colorida cidade de Águeda.

Setembro/2018

Setembro foi um mês super especial! Comecei o mês visitando Óbidos, Nazaré e a incrível ilha da Berlenga Grande, na região central de Portugal.

Na segunda metade de setembro, recebi a visita da minha irmã e meu cunhado e fizemos uma viagem incrível, passando por várias cidades na Polônia, sul da Alemanha, nordeste de Suíça, Liechtenstein e Áustria!

Outubro e Novembro/2018

Outubro e novembro foram meses de muito trabalho, importantíssimos para pensar nos novos projetos para 2019!

Dezembro/2018

Encerrei o ano com chave de ouro, fazendo um passeio de enoturismo pelo Vale do Douro, em Portugal, a convite da Lab Portugal Tours. Foi um passeio lindíssimo e vocês podem ver mais detalhes aqui!

E, é claro que, o meu amado Porto não pode faltar nessa retrospectiva, já que é o meu lar doce lar, de janeiro a dezembro!

2018 foi um ano de muitos desafios, mas também de muitas realizações. Cada um de vocês foi muito importante para tornar este ano tão especial e feliz! Muito obrigada por viajarem comigo! Feliz 2019, que todos os dias sejam de muita alegria, saúde, amor, paz e realizações! Beijão ❤

Oceanogràfic de Valência

Por pouco eu não deixei de ir no Oceanogràfic de Valência, porque tinha recentemente visitado outros dois aquários e porque o preço é bem salgadinho. Mas, foi a frase “maior aquário da Europa” que me convenceu a ir visitá-lo, afinal, devia ser fod*stico, né?! E é mesmooo!

O Oceanogràfic está localizado na Cidade das Artes e da Ciência, em Valência. Nesta área, situam-se também o Museu de les Ciencies, o Hemisfèric, o Umbracle, o Palau de les Arts e a Ágora. Os ingressos podem ser comprados individualmente ou em um “combo” para duas ou três destas atrações.

Preços Oceanogràfic de Valência

Para verificar os preços atualizados e mais informações sobre horários e outros, acesso o site oficial, clicando aqui.

O Oceanogràfic está dividido de acordo com o clima ou região onde aquelas espécies naturalmente vivem: mediterrâneo, temperado e tropical, ártico, antártico, mar vermelho e outros.

Já na chegada, fui surpreendida por uma gaiola gigantesca, onde podíamos entrar e ver de perto pássaros, tartarugas e peixes.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Com uma biodiversidade gigantesca, são necessárias, pelo menos, duas horas para conhecê-lo por completo. E, além de lindíssimo, ainda é muito bem organizado e estruturado! Um super lugar a visitar em Valência!

Pra mim, oceanário sem tunel-aquário não é oceanário completo, porque eu amo a sensação de passar pelo túnel e sentir tão próxima aos peixes, tubarões, arraias, etc, etc! Então, imaginem a minha alegria por ter DOIS túneis no Oceanogràfic de Valência! É lindo, lindo, lindo!

Eu já estava totalmente encantada com o parque quando cheguei ao Dolphinarium e assisti a uma linda apresentação de golfinhos!

É lindo ou não é? ❤

Vai viajar e já quer deixar tudo organizado antes? Comece a planejar a sua viagem por aqui, sem pagar qualquer taxa a mais, muitas vezes estará ganhando descontos e ainda estará ajudando o projeto Amanda Sem Fronteiras, para trazer mais e mais dicas para você!

Banner- afiliados

Toledo: o que fazer em 1 dia!

Toledo

A 75 km de Madri, localiza-se a charmosa cidade de Toledo: uma visita imperdível, que nos remete aos tempos medievais. Pelo transporte público, você pode optar entre o ônibus da Alsa, que leva cerca de 1h e é um pouco mais barato, ou o trem-bala da Renfe, que leva apenas 35 minutos desde Madrid-Puerta de Atocha até Toledo!

Sugiro que você compre o passeio em ônibus turístico da City SightSeeing, porque o preço é acessível e ele nos permite ter uma visão panorâmica da cidade por fora dos seus muros e além do rio Tejo. Se optar por fazer este circuito andando, levará mais de 1h e o percurso não é muito fácil, porque envolve subidas. Além disso, você pode subir e descer do ônibus o quanto quiser, dentro de 24h, e ainda pode fazer um passeio guiado à pé pelo centro da cidade e contar com alguns descontos oferecidos por empresas parceiras. O passeio em ônibus turístico pode ser reservado clicando aqui, ou, se preferir, você pode comprar aqui uma excursão de 8h, porque assim já está incluso o transporte de ida e volta entre Madrid e Toledo, e um passeio com guia de 1h e 30 min pelo centro de Toledo.

Toledo é um amor, com a sua arquitetura de forte influência árabe, e o bom mesmo é perambular pelas suas ruazinhas! Este roteiro é para ajudá-lo a se guiar, e assim ir conhecendo as coisas na melhor ordem, mas vale fugir um pouco dele e “se perder” pelas ruelas! Pronto para passear?

Caso você opte por chegar a Toledo por trem e comprar o passeio do ônibus turístico City SightSeeing, minha sugestão de roteiro é:

  • Estação de Trem: construída entre 1916 e 1920, em estilo Neomudéjar (árabe). Seu salão principal apresenta uma bela decoração, conservando a antiga bilheteria, pinturas, lustres e vitrais. Pegar o ônibus turístico aqui mesmo!

ToledoToledo

  • Mirante Do Vale: aproveitar a parada de alguns minutinhos que o ônibus faz aqui, para admirar e tirar fotos da bela vista de Toledo!

ToledoToledo

  • Ponte De San Martín: descer do ônibus nesta parada (nº 7 – Puente de San Martín), para apreciar a bela ponte do século XIV e seguir caminhando para dentro dos muros da cidade.

Toledo

  • Monastério de San Juan De Los Reyes: A construção do monastério começou em 1477 e só foi concluída em 1526. O monastério e a igreja foram muito danificados durante a guerra de independência espanhola, no início do século XIX, mas os trabalhos de restauro só iniciaram no final do século, sendo entregues à Ordem Franciscana em 1954. Ingresso: € 2.80*.

  • Sinagoga Santa María La Blanca: Atualmente um monumento nacional, a sinagoga foi construída no século XII e convertida em uma igreja da Ordem Calatrava no século XV. Em meados do século XVI, passou a abrigar uma beataria para prostitutas arrependidas e, no século XVIII, tornou-se o quartel da cidade. Após a guerra civil espanhola, no início do século XIX, foi entregue à Igreja Católica. Ingresso: € 2.80*.
  • Rua De São Tomé
  • Igreja De São Tomé: Após a conquista da cidade, no século XII, o edifício de uma antiga mesquita passou a abrigar a Igreja de São Tomé. Só no século seguinte, devido à sua deterioração, a igreja passou por extensas reformas. Ingresso: € 2.80*.
  • Igreja de São Ildefonso Jesuitas: Construída no século XVII em estilo barroco, vale a pena subir na torre, porque a vista da cidade é bonita. Ingresso: € 2.80*.
  • Termas Romanas: vestígios da prosperidade que marcou Toledo durante o Império Romano (séculos I- II d.c), foram utilizadas até o século VI. Acesso gratuito.
  • Prefeitura (ayuntamiento de Toledo)
  • Catedral De Toledo: catedral de estilo gótico, do século XIII. Acesso gratuito.
  • Alcázar De Toledo: palácio fortificado com muitos séculos de história, que foi usado como residência dos reis da Espanha em períodos, a partir do século XVI, e como ponto de resistência durante a guerra civil, em 1936. Porém, durante a guerra o palácio foi quase totalmente destruído e, posteriormente, passou por grandes reformas. Atualmente, abriga a Biblioteca de Castilla-La Mancha e o Museu do Exército. Acesso gratuito.
  • Plaza Zocodover: ao redor desta praça há várias ruelas, cheias de lojinhas, vale a pena perambular por ali!

38168145606_5df47d3939_o

  • Mercado San Agustin: mercado com diversos restaurantes, parece bem moderninho, mas não fomos até lá. Nós almoçamos no Restaurante Palacios e comemos super bem, sem pagar muito, então gostei! Há uma parede cheia de prêmios por recomendações Routard, de vários anos!
  • Ponte de Alcantara: vale a pena dar uma caminhadinha de 12 minutos até lá, porque tem uma vista bonita para o Castillo De San Servando. Aliás, tem escada rolante “Escaleras Zocodover”, para subir e descer o morro, então não é tão sofrido! Apesar de não ser possível visitar o castelo, a vista é bonita para fotos. Depois, pode voltar pelas escadas, para continuar fazendo o circuito por dentro da cidade murada.

DCIM100GOPROGOPR1025.JPG

  • Puerta Del Sol

  • Puerta De Bisagra

  • Muralha de Toledo: Toledo passou por diversas fases de conquistas por diferentes povos e, por isso, suas muralhas surgiram como forma de proteção para a cidade.

  • Jardines de la Vega: O jardim não é uma parada obrigatória em Toledo, mas, se sobrar tempo, vale dar uma caminhadinha por ali.
  • Palacio de Galiana: às margens do rio Tejo, este palácio foi construído no século XI pelo Rei Al Mamun, e possui este nome em homenagem à princesa muçulmana Galiana. Fica a 15 minutos andando da estação de trem, então é uma boa visita para encerrar o dia em Toledo, antes de retornar a Madrid!

* Alternativamente, caso queira visitar por dentro todas as igrejas, monastério e sinagoga, seria mais econômico comprar a Pulseira Turística de Toledo, do que pagar a entrada individual em cada uma. Atualmente, a pulseira pode ser adquirida em qualquer um dos sete monumentos onde ela dá acesso, por € 9. Estes monumentos são: Real Colegio Doncellas Nobles, Monastério de San Juan De Los Reyes, Sinagoga Santa María La Blanca, Igreja de São Ildefonso Jesuitas, Igreja De São Tomé, Cristo de La Luz – Antiga Mesquita e Igreja do Salvador.

Ah, quem vai a Toledo precisa experimentar o doce típico: o Mazapán. Ele é feito de amêndoas, ovo e açúcar. Acredita-se que é de origem árabe e que foi introduzido na Espanha durante a invasão muçulmana, no século VIII. Nós compramos na loja Mazapan de Sao Tome, que fica em frente à Praça Zocodover, e recomendamos!

Vai viajar e já quer deixar tudo organizado antes? Comece a planejar a sua viagem por aqui, sem pagar qualquer taxa a mais, muitas vezes estará ganhando descontos e ainda estará ajudando o projeto Amanda Sem Fronteiras, para trazer mais e mais dicas para você!

Banner- afiliados

O que fazer em Madri em 2 dias!

Fui a Madri sem grandes expectativas, porque muitas pessoas me disseram que Madri não é tão legal quanto Barcelona. Mas, quando a expectativa é baixa, as surpresas positivas são muitas! Com Madri não foi diferente: acabei adorando a cidade e querendo mais!

Passamos dois dias em Madri e conseguimos ver a região mais central da cidade, mas não foi tempo suficiente para visitar os lugares com calma e entrar nos museus, então recomendamos pelo menos 04 dias para conseguir explorar mais cantinhos da cidade. Ficamos hospedadas em um apartamento do AirBnB super confortável e bem localizado (entre a Praça do Callao e a Gran Vía) e assim conseguimos facilmente fazer os passeios à pé ou de transporte público.

A cidade é cheia de monumentos e prédios de arquitetura grandiosa. Vamos passear?

A Plaza Mayor surgiu no século XV como um mercado da vila, de modo que o comércio podia ser controlado, e foi recontruída ao longo do tempo. Atualmente, a praça é rodeada por lojas e restaurantes e o acesso é feito por nove pórticos. No centro da praça, fica a estátua de Filipe III, rei de Espanha e Portugal.

Dali, pegamos o metrô e fomos conhecer a Ponte e a Porta de Toledo.

Seguindo o roteiro, passamos pelo prédio do Instituto Italiano de Cultura de Madri, que também é um charme: abram a foto e reparem no revestimento do terceiro andar!

A Catedral de Santa Maria a Real de Almudena é um dos locais mais marcantes de Madri, devido à sua grandiosidade! Até por dentro ela é um tanto diferente do estilo das catedrais europeias tradicionais, com muitas cores e um ar mais “moderno”. Aliás, é tão moderna que tem até wifi!

Pertinho dali, fica o Palácio Real. Não entramos porque tinha muuuita fila e queríamos voltar depois do almoço, mas acabou faltando tempo e ficou para a próxima visita.

Em frente ao Palácio Real de Madrid, encontra-se a Plaza de Oriente e o Teatro Real.

Um pouquinho mais adiante, visitamos a Plaza de España, onde localiza-se o Monumento Cervantes, em homengem ao escritor do clássico Dom Quixote de la Mancha.

Para finalizar o dia, assistimos ao pôr-do-sol no Templo de Debod. Tinha um saxofonista tocando, então ficou um clima super legal! O templo foi construído pelos egípcios no século IV a.C., em homenagem ao Deus Amun, e foi doado em 1968 como sinal de agradecimento pela ajuda da Espanha no salvamento dos templos de Abu Simbel.

Iniciamos nosso segundo dia atravessando a Gran Vía até a Puerta de Alcalá, que fica em frente à entrada do Parque do Retiro, outro lugar super especial de Madrid.

Após atravessar o parque de cima a baixo, dobramos à direita e entramos no Jardim Botânico Real. Havia dezenas de trabalhadores fazendo a troca das flores, por outras que sejam mais resistentes à nova estação que vem por aí.

Dali seguimos nossa caminhada, passando pelo Museu do Prado e pela Fonte de Netuno.

Outra parada obrigatória em Madri é a Fonte e o Palácio de Cibeles, sede da prefeitura de Madri.

E é claro que não podia faltar uma foto do Edifício Metropolis, um ícone de Madri, localizado na Gran Vía, uma das principais avenidas da cidade.

Uma coisa que eu adoro é observar como cada cidade tem o seu próprio estilo arquitetônico, sendo uma marca do lugar. Eu fiquei encantada que as ruas de Madrid são sinalizadas com quadrinhos, com imagens que representam o nome daquela rua.

E o que dizer sobre a gastronomia espanhola? Em Madri, nos esbaldamos com churros e chocolate, presunto, tortilla de batata…

Para os churros, fomos à tradicional Chocolatería San Ginés, com a indicação do nosso amigo Google, e adoramos! O lugar é super interessante, com ar de boteco e revestido com fotos de celebridades que já foram lá comer seus famosos churros com chocolate.

Já a tortilla e o presunto, nós comemos no Museu del Jamón, na Plaza Mayor. Uma delííícia!

Até a próxima parada! 😀

Vai viajar e já quer deixar tudo organizado antes? Comece a planejar a sua viagem por aqui, sem pagar qualquer taxa a mais, muitas vezes estará ganhando descontos e ainda estará ajudando o projeto Amanda Sem Fronteiras, para trazer mais e mais dicas para você!

Banner- afiliados